o livro é seu. eu te dedico.
"A ti não necessitaria escrever;seriam seus a dedicatória,o prólogoas linhas, os pontos finais, vírgulas,acentos eo resto.O todo.Pois sem ti não haveria o verbo,Amor.Paulo Gustavo03/08/13”>Ask the Dust . John Fante
>Enviada por Regina Trindade (coleção particular)
>Ela conta: Presente do meu pequeno Fante.

"A ti não necessitaria escrever;

seriam seus a dedicatória,
o prólogo
as linhas, os pontos finais, vírgulas,
acentos e
o resto.
O todo.

Pois sem ti não haveria o verbo,
Amor.

Paulo Gustavo
03/08/13”



>Ask the Dust . John Fante

>Enviada por Regina Trindade (coleção particular)

>Ela conta: Presente do meu pequeno Fante.



"Querido amigo Wendell,eu pretendia entregar-lhe esta surpresa pessoalmente mas,como as circunstâncias impediramnosso encontro, aqui vai a surpresa carregada com o mesmo carinho.Do seu amigoPedro 2012”
e"Dedico este livro ao meu jovem amigoWendell Reis Silva, de Betim, Minas Gerais.”>Robin Hood - A Lenda da Liberdade . Pedro Bandeira 
>Enviada por Wendell Silva (coleção particular)
>Ele conta: Desde criança, sempre fui louco por leitura. Especialmente, adorava os livros de aventura, como os da Coleção Vagalume e os da série “Os Karas”, do Pedro Bandeira. Na minha adolescência, com o frenesi do Orkut, descobri o email do Pedro e quis me corresponder com ele. Ele, muito gentil, respondeu a meu email. Depois disso, eu já mandava sugestões para a nova aventura dos Karas, as quais ele aceitava, dizendo que minhas ideias eram boas. Eu cresci, mas aquela ingênua troca de emails se transformou em uma grande amizade com o autor, que foi um iniciador da leitura em minha vida. Recebi livros autografados, dei livros a ele também - tudo de uma forma natural e bonita. Pois bem, em maio, conheceria ele pessoalmente na bieneal do livro em BH (um dia depois do meu aniversário). No entanto, a chuva acabou com a bienal nos dois últimos dias - um deles justamente o que eu iria encontrar o Pedro. Depois fiquei sabendo que ele preparava uma surpresa para mim, que seria revelada no dia da bienal. Recebi a surpresa pelos Correios, que foi um livro dedicado para mim. É um livro infantil, é certo, mas para mim (aos meus 20 anos) a dedicatória do Pedro é a mais linda tradução de uma relação entre literatura, amizade e história. É o meu livro. É minha dedicatória. Sempre será.Ps.: Conheci o Pedro em Junho, num evento no SESC Palladium.

"Querido amigo Wendell,

eu pretendia entregar-lhe esta
surpresa pessoalmente mas,
como as circunstâncias impediram
nosso encontro, aqui vai a surpresa
carregada com o mesmo carinho.

Do seu amigo
Pedro
2012”

e

"Dedico este livro ao meu jovem amigo
Wendell Reis Silva, de Betim, Minas Gerais.”




>Robin Hood - A Lenda da Liberdade . Pedro Bandeira

>Enviada por Wendell Silva (coleção particular)

>Ele conta: Desde criança, sempre fui louco por leitura. Especialmente, adorava os livros de aventura, como os da Coleção Vagalume e os da série “Os Karas”, do Pedro Bandeira. Na minha adolescência, com o frenesi do Orkut, descobri o email do Pedro e quis me corresponder com ele. Ele, muito gentil, respondeu a meu email. Depois disso, eu já mandava sugestões para a nova aventura dos Karas, as quais ele aceitava, dizendo que minhas ideias eram boas. Eu cresci, mas aquela ingênua troca de emails se transformou em uma grande amizade com o autor, que foi um iniciador da leitura em minha vida. Recebi livros autografados, dei livros a ele também - tudo de uma forma natural e bonita. Pois bem, em maio, conheceria ele pessoalmente na bieneal do livro em BH (um dia depois do meu aniversário). No entanto, a chuva acabou com a bienal nos dois últimos dias - um deles justamente o que eu iria encontrar o Pedro. Depois fiquei sabendo que ele preparava uma surpresa para mim, que seria revelada no dia da bienal. Recebi a surpresa pelos Correios, que foi um livro dedicado para mim. É um livro infantil, é certo, mas para mim (aos meus 20 anos) a dedicatória do Pedro é a mais linda tradução de uma relação entre literatura, amizade e história. É o meu livro. É minha dedicatória. Sempre será.

Ps.: Conheci o Pedro em Junho, num evento no SESC Palladium.





"Este momento não volta mais,os segundos passam… Vocêagora pode estar mais velhae mais sábia. No entanto, se leuestas páginas apenas com os olhosestá somente mais velha.
Fernanda…Desejando toda a felicidadedo mundo.
Feliz aniversário.
'de um eterno amigo'
Márcio (10-08-93)”
>O Dom Supremo . Henry Drummond - Adaptação: Paulo Coelho
>Enviada por Fernanda Ribeiro (coleção particular)>Ela conta: Ganhei esse livro de um grande amigo de adolescência, no meu aniversario de 15 anos. Guardo-o com carinho por ter sido o meu presente favorito na data, mas especialmente por termos perdido o contato físico após tantos anos. Assim como traz a dedicatória, “seremos eternos amigos”, tê-lo comigo é uma espécie de “ponte” para com Márcio.

"Este momento não volta mais,
os segundos passam… Você
agora pode estar mais velha
e mais sábia. No entanto, se leu
estas páginas apenas com os olhos
está somente mais velha.

Fernanda…
Desejando toda a felicidade
do mundo.

Feliz aniversário.

'de um eterno amigo'

Márcio (10-08-93)”



>O Dom Supremo . Henry Drummond - Adaptação: Paulo Coelho

>Enviada por Fernanda Ribeiro (coleção particular)

>Ela conta: Ganhei esse livro de um grande amigo de adolescência, no meu aniversario de 15 anos. Guardo-o com carinho por ter sido o meu presente favorito na data, mas especialmente por termos perdido o contato físico após tantos anos. Assim como traz a dedicatória, “seremos eternos amigos”, tê-lo comigo é uma espécie de “ponte” para com Márcio.

"É… não é fácil, de modo algum, dedicar tudo isto a alguém… ainda mais a si próprio.Sempre acreditei que andava merecendo algo além do que garrafas de cerveja e porres…E, seguindo toda esta lógica, resolvi me presentear…Com todo carinho e respeito…Rafael20/08/2003.”>As Portas da Percepção / Céu e Inferno . Aldous Huxley
>Enviada por Rafael Matos (coleção particular)
>Ele conta: Ao visitar um amigo em Macapá… encontro este livro que emprestei a ele há muito tempo. Livro que dei a mim de presente dez anos atrás…

"É… não é fácil, de modo algum, dedicar
tudo isto a alguém… ainda mais
a si próprio.


Sempre acreditei que andava merecendo
algo além do que garrafas
de cerveja e porres…


E, seguindo toda esta lógica, resolvi
me presentear…


Com todo carinho e respeito…

Rafael
20/08/2003.”


>As Portas da Percepção / Céu e Inferno . Aldous Huxley

>Enviada por Rafael Matos (coleção particular)

>Ele conta: Ao visitar um amigo em Macapá… encontro este livro que emprestei a ele há muito tempo. Livro que dei a mim de presente dez anos atrás…


"Para Ana Carolina,Porque todos temos nossas loucuras...E porque no lado bom da vida tem você.Giovanni A. Mosena”
>O Lado Bom da Vida . Matthew Quick>Enviada por Ana Carolina Barros (coleção particular)>Ela conta: Esse livro é muito importante para mim. Ganhei de uma pessoa que gosto muito e, coincidentemente (ou não!), a história que ele conta tem muito a ver com nós dois. É o roteiro genuíno da loucura em busca de compreensão, e que para mim e para o Gio se define em três palavras: companheirismo, cumplicidade e amizade.

"Para Ana Carolina,

Porque todos temos nossas loucuras...
E porque no lado bom da vida tem você.

Giovanni A. Mosena”




>O Lado Bom da Vida . Matthew Quick

>Enviada por Ana Carolina Barros (coleção particular)

>Ela conta: Esse livro é muito importante para mim. Ganhei de uma pessoa que gosto muito e, coincidentemente (ou não!), a história que ele conta tem muito a ver com nós dois. É o roteiro genuíno da loucura em busca de compreensão, e que para mim e para o Gio se define em três palavras: companheirismo, cumplicidade e amizade.

"A TaciDo Dr. Roberto.
"A infância é a melhor fase danossa vida’
Em 23/dez/73
Roberto da Rocha e Silva”
>O Pequeno Príncipe . Antoine de Saint-Exupéry
>Enviada por Mariana Rocha (coleção particular)
>Ela conta: Meus pais estão separados há 10 anos, por motivos muito particulares e que nós (as filhas) nem concordamos tanto, minha mãe não quer ver meu pai nem pintado de ouro (e olha que ela ama ouro). Ela passa o dia reclamando dele, mesmo tanto tempo depois de separada e não se permite ser feliz. Vida que seguiu pra ele.Quando me casei, levei comigo uma das poucas lembranças que sobraram dos dois juntos (minha mãe tratou de dar fim em tudo, tamanha sua mágoa). Guardo com carinho este livro clássico, que foi presente dele pra ela pouco antes de se casarem.Semana passada fiz um jantarzinho em casa com a presença da minha mãe e irmãs. Uma delas passou olho na estante e quis levar o livro pra sua casa nova. Minha mãe ouviu parte da conversa e, com medo da destruição, corremos e conseguimos salvar esta relíquia afetiva pra nós, as filhas.Fotografei, por via das dúvidas.

"A Taci
Do Dr. Roberto.

"A infância é a melhor fase da
nossa vida’

Em 23/dez/73

Roberto da Rocha e Silva”



>O Pequeno Príncipe . Antoine de Saint-Exupéry

>Enviada por Mariana Rocha (coleção particular)

>Ela conta: Meus pais estão separados há 10 anos, por motivos muito particulares e que nós (as filhas) nem concordamos tanto, minha mãe não quer ver meu pai nem pintado de ouro (e olha que ela ama ouro). Ela passa o dia reclamando dele, mesmo tanto tempo depois de separada e não se permite ser feliz. Vida que seguiu pra ele.

Quando me casei, levei comigo uma das poucas lembranças que sobraram dos dois juntos (minha mãe tratou de dar fim em tudo, tamanha sua mágoa). Guardo com carinho este livro clássico, que foi presente dele pra ela pouco antes de se casarem.

Semana passada fiz um jantarzinho em casa com a presença da minha mãe e irmãs. Uma delas passou olho na estante e quis levar o livro pra sua casa nova. Minha mãe ouviu parte da conversa e, com medo da destruição, corremos e conseguimos salvar esta relíquia afetiva pra nós, as filhas.

Fotografei, por via das dúvidas.


"Quintana é para poucos, minha querida Luisa.Que segurou meu coração com os ouvidos de louça.De tudo, fica a vontade de que essa amizade dure uma vida ou mais. Quem sabe?Um brinde para a vida e seus dias, minha querida Luisa!Isaac25.07.2010” >Mario Quintana - Coleção Melhores Poemas>Enviada por Ana Luisa Coimbra (coleção particular)>Ela conta: O livro é meu. Ganhei do Isaac, grande amigo. Ele viveu uma história tão bonita, quanto fugaz, em 2010. Embora, na época, eu morasse em São Paulo e ele na Bahia, nos falávamos constantemente. E mesmo de longe tentava emprestar meu ombro virtual e amigo para que tudo fosse mais leve na sua caminhada.

"Quintana é para poucos,
minha querida Luisa.

Que segurou meu coração com
os ouvidos de louça.

De tudo, fica a vontade de
que essa amizade dure
uma vida ou mais. Quem sabe?

Um brinde para a vida
e seus dias, minha querida
Luisa!

Isaac
25.07.2010”



 
>Mario Quintana - Coleção Melhores Poemas

>Enviada por Ana Luisa Coimbra (coleção particular)

>Ela conta: O livro é meu. Ganhei do Isaac, grande amigo. Ele viveu uma história tão bonita, quanto fugaz, em 2010. Embora, na época, eu morasse em São Paulo e ele na Bahia, nos falávamos constantemente. E mesmo de longe tentava emprestar meu ombro virtual e amigo para que tudo fosse mais leve na sua caminhada.



"Ao Bruno
para queo leopardofiquemenostriste
Jocaago2013”
>A Tristeza Extraordinária do Leopardo-das-Neves . Joca Reiners Terron
>Enviada por Bruno da Costa  (coleção particular)
>Ele conta: Segunda-feira seca, quando as coisas vieram se apresentando à contramão daquilo que se desejou para o dia, veio a BH o Joca Reiners Terron para lançar “A tristeza extraordinária do leopardo-das-neves”. Já tive ótimas referências da ficção do Joca e resolvi ir ao evento, motivado também pela beleza do título do romance (sim, quando eu era adolescente comprava livros pelo título). Chegando lá, o livro, editado pela Companhia das Letras, custava fantásticos R$10,00. Eu compro e ele me dá um autógrafo um tanto quanto esperado - tendo em vista o diálogo explícito - mas que me veio a calhar, e como veio!

"Ao Bruno

para que
o leopardo
fique
menos
triste

Joca
ago
2013”


>A Tristeza Extraordinária do Leopardo-das-Neves . Joca Reiners Terron

>Enviada por Bruno da Costa  (coleção particular)

>Ele conta: Segunda-feira seca, quando as coisas vieram se apresentando à contramão daquilo que se desejou para o dia, veio a BH o Joca Reiners Terron para lançar “A tristeza extraordinária do leopardo-das-neves”. Já tive ótimas referências da ficção do Joca e resolvi ir ao evento, motivado também pela beleza do título do romance (sim, quando eu era adolescente comprava livros pelo título). Chegando lá, o livro, editado pela Companhia das Letras, custava fantásticos R$10,00. Eu compro e ele me dá um autógrafo um tanto quanto esperado - tendo em vista o diálogo explícito - mas que me veio a calhar, e como veio!

"Para que você possa começar a trilhar os caminhos literários que transformaram Chris em Alex Supertramp. Que você possa provar, com ajuda dessas páginas, da fonte do auto conhecimento ou da busca dele tal como ele.De quem lhe quer bem,Lari/2013”>Livro Walden - H. D. Thoreau
>Enviada por Raul Nascimento (coleção particular)
>Ele conta: A Lari foi minha namorada por 4 anos, e depois de erros e acertos, nosso tempo juntos terminou. Mas isso não impediu que continuássemos tendo um carinho muito grande um pelo outro.No meu aniversário desse ano, ela me deu esse livro, sabendo da minha admiração pelo Chris/Alex e por toda sua história e da minha busca por ter uma jornada parecida.

"Para que você possa começar a
trilhar os caminhos literários
que transformaram Chris em Alex
Supertramp. Que você possa provar, com
ajuda dessas páginas, da fonte do
auto conhecimento ou da busca dele
tal como ele.

De quem lhe quer bem,
Lari/2013”



>Livro Walden - H. D. Thoreau

>Enviada por Raul Nascimento (coleção particular)

>Ele conta: A Lari foi minha namorada por 4 anos, e depois de erros e acertos, nosso tempo juntos terminou. Mas isso não impediu que continuássemos tendo um carinho muito grande um pelo outro.
No meu aniversário desse ano, ela me deu esse livro, sabendo da minha admiração pelo Chris/Alex e por toda sua história e da minha busca por ter uma jornada parecida.

Beth Ann!Esse livro me lembra duplamente de você: pelo tema ser nossa área de interseção em questão de gosto poético e por ter sido editado pela prima pobre, vulgo UNICAMP, lugar em que nos conhecemos e do qual você é minha melhor lembrança (ainda que seguida de perto pelo café-com-leite gigante a R$ 1,50).Os haikais japoneses não são meus  preferidos (acho que eles perdem um pouco com a tradução). Mas como essa edição é bilíngue, ganha outra beleza que é a dos caracteres japoneses. Na pior das hipóteses, espero que goste pelo menos do apêndice sobre o Paulo Leminski.Ah! Dá quase para ouvir suas expectativas ruindo. Será que você esperava aquela biografia dos Smiths? Bem, na pior das hipóteses, tomara que a decepção te inspire um haikai.Márcio”
>Haikai - Antologia e História . Paulo Franchetti e Elza Taeko Doi
>Enviada por Bethânia Mariano (coleção particular)
>Ela conta: Recebi este livro pelo correio. Quem me enviou foi um amigo que conheci em um encontro de estudantes de Letras, e desde então nos encontramos todos os anos.

Beth Ann!

Esse livro me lembra duplamente de
você: pelo tema ser nossa área de interseção
em questão de gosto poético e por
ter sido editado pela prima pobre, vulgo
UNICAMP, lugar em que nos conhecemos
e do qual você é minha melhor lembrança
(ainda que seguida de perto pelo
café-com-leite gigante a R$ 1,50).

Os haikais japoneses não são meus
preferidos (acho que eles perdem um pouco
com a tradução). Mas como essa edição
é bilíngue, ganha outra beleza que é a
dos caracteres japoneses. Na pior das hipóteses,
espero que goste pelo menos do apêndice
sobre o Paulo Leminski.

Ah! Dá quase para ouvir suas expectativas
ruindo. Será que você esperava aquela
biografia dos Smiths? Bem, na pior das
hipóteses, tomara que a decepção te
inspire um haikai.

Márcio”


>Haikai - Antologia e História . Paulo Franchetti e Elza Taeko Doi

>Enviada por Bethânia Mariano (coleção particular)

>Ela conta: Recebi este livro pelo correio. Quem me enviou foi um amigo que conheci em um encontro de estudantes de Letras, e desde então nos encontramos todos os anos.