o livro é seu. eu te dedico.
"Para
Suelen Queiroz,como os meus melhores votos.
 Miguel Nicolelis”
>Muito Além do Nosso Eu . Miguel Nicolelis
>Enviado por Suelen Queiroz (coleção particular)
>Ela conta: Esse autógrafo significou muito para mim, não somente pela grande invenção de Nicolelis: transformar a cadeira de rodas em um artigo de museu e contruir uma possibilidade PARA deficientes físicos caminharem com o protótipo robotizado, mas também pela honra de conhecê-lo pessoalmente.
Esse autógrafo foi feito às pressas, explico melhor. Bem, eu gravei toda a palestra do cientista no celular até acabar a minha bateria. Na sessão de autógrafos, a fila imensa, não tirei uma foto com ele, porém entreguei o meu livro sobre doenças do trabalho e começamos a conversar. Expliquei que vários trabalhadores de construção civil que  sofreram acidentes incapacitantes como perda de pernas conseguiriam a possibilidade de locomoção mais cômoda com a invenção.  
O sonho de Nicolelis: O primeiro chute da copa do mundo ser realizado por  um paciente com paraplegia. Isso parecia muito futurístico para mim até assistir a abertura da Copa de 2014, depois de  3 anos desse encontro com as ideias do maior neurocientista do país. O pessoal da fila estava com pressa e começaram a pedir para o Nicolelis se apressar…. tive que sair correndo. 

"Para

Suelen Queiroz,
como os meus 
melhores votos.

 Miguel Nicolelis”


>Muito Além do Nosso Eu . Miguel Nicolelis

>Enviado por Suelen Queiroz (coleção particular)

>Ela conta: Esse autógrafo significou muito para mim, não somente pela grande invenção de Nicolelis: transformar a cadeira de rodas em um artigo de museu e contruir uma possibilidade PARA deficientes físicos caminharem com o protótipo robotizado, mas também pela honra de conhecê-lo pessoalmente.

Esse autógrafo foi feito às pressas, explico melhor. Bem, eu gravei toda a palestra do cientista no celular até acabar a minha bateria. Na sessão de autógrafos, a fila imensa, não tirei uma foto com ele, porém entreguei o meu livro sobre doenças do trabalho e começamos a conversar. Expliquei que vários trabalhadores de construção civil que  sofreram acidentes incapacitantes como perda de pernas conseguiriam a possibilidade de locomoção mais cômoda com a invenção.  

O sonho de Nicolelis: O primeiro chute da copa do mundo ser realizado por  um paciente com paraplegia. Isso parecia muito futurístico para mim até assistir a abertura da Copa de 2014, depois de  3 anos desse encontro com as ideias do maior neurocientista do país. O pessoal da fila estava com pressa e começaram a pedir para o Nicolelis se apressar…. tive que sair correndo. 

"Se o amarelar destaspáginas chegar sem avisoe a vida tiver optadopela distância, poderásabrir este velho livroe lembrar de um velhoamigo que, como ti,gostava de uns bons versos.
Bernardo K.Outubro, 2009”

>O melhor da Poesia Brasileira . Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, João Cabral de Melo Neto, Vinicius de Moraes
>Enviada por Eduarda Oliveira (coleção particular)
>Ela conta: ​Foi um presente do amigo Bernardo Kircove.​ ​​

"Se o amarelar destas
páginas chegar sem aviso
e a vida tiver optado
pela distância, poderás
abrir este velho livro
e lembrar de um velho
amigo que, como ti,
gostava de uns bons versos.

Bernardo K.
Outubro, 2009”



>O melhor da Poesia Brasileira . Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, João Cabral de Melo Neto, Vinicius de Moraes

>Enviada por Eduarda Oliveira (coleção particular)

>Ela conta: ​Foi um presente do amigo Bernardo Kircove.​ ​​

"Que a conversa entre nossos silênciosnão termine logo, tristonhos Olhos castanhos,
Rogo de coração que escolhas dentreas tempestades, só a que te trouxercalmaria, e se por acasoa sorte lhe sorrir, ria!
O Apego às vezes é como umaparede que impede o corpo dereceber um carinho da chuva quecai, e da brisa fresca que nos beija,pós tempestade…
Àquela que me tem em verso, prosa e poesia.Boa leitura, lek.
Andrey S. Santos”
> Satanás . Mario Mendoza
>Enviada por Anny Gomes (coleção particular)
>Ela conta: Um amigo me deu de aniversário, tivemos uma história meio enrolada durante alguns meses e no dia que eu recebi o presente teve algo no olhar dele ao me entregar — e nas palavras — que me fez mudar totalmente de ideia sobre a nossa situação. Estamos juntos até então. O livro, o olhar, as palavras, ele e eu.

"Que a conversa entre nossos silêncios
não termine logo, tristonhos Olhos castanhos,

Rogo de coração que escolhas dentre
as tempestades, só a que te trouxer
calmaria, e se por acaso
a sorte lhe sorrir, ria!

O Apego às vezes é como uma
parede que impede o corpo de
receber um carinho da chuva que
cai, e da brisa fresca que nos beija,
pós tempestade…

Àquela que me tem em 
verso, prosa e poesia.
Boa leitura, lek.

Andrey S. Santos”



> Satanás . Mario Mendoza

>Enviada por Anny Gomes (coleção particular)

>Ela conta: Um amigo me deu de aniversário, tivemos uma história meio enrolada durante alguns meses e no dia que eu recebi o presente teve algo no olhar dele ao me entregar — e nas palavras — que me fez mudar totalmente de ideia sobre a nossa situação. Estamos juntos até então. O livro, o olhar, as palavras, ele e eu.

"Para Di Morais que me ensinou o que é boa poesia e me apresentou o maná dos deuses. Que me fez enxergar o glorioso Drummond. Aprecio-te amiga.
Job Niah” 
>Contos de Aprendiz . Carlos Drummond de Andrade  
>Enviada por Thacila Morais (coleção particular)
>Ele conta: Pertence a mim, ganhei de um amigo que me julga ser um “ser superior”, por perpetuar Drummond na vida. 

"Para Di Morais que
me ensinou o que é boa poesia e
me apresentou o maná dos
deuses. Que me fez enxergar
o glorioso Drummond. Aprecio-te
amiga.

Job Niah” 


>Contos de Aprendiz . Carlos Drummond de Andrade  

>Enviada por Thacila Morais (coleção particular)

>Ele conta: Pertence a mim, ganhei de um amigo que me julga ser um “ser superior”, por perpetuar Drummond na vida. 

"Jojoca,
O ditado diz que de médicos e loucos, todos temos umpouco. A faculdade garante a primeira parte e o livro épra você não esquecer de enlou-quecer. :)
Te amo sempre,
Gi Marques
março/2014”>On the Road . Jack Kerouac
>Enviada por Joyce Vieira (coleção particular)
>Ela conta: Meu nome é Joyce e conheci a Giovanna em 2009, pela internet. Desde então, ela tem me acompanhado em cada passo (mesmo ela morando em São Paulo e eu em Sorocaba). Nos tornamos melhores amigas e compartilhamos da mesma paixão: a leitura. Este ano, passei em medicina e fui morar em São Paulo e nossa primeira providência foi tomarmos um café juntas. Quando finalmente nos conhecemos, ela me deu este livro de presente com essa dedicatória que eu adorei! :)

"Jojoca,

O ditado diz 
que de médicos e 
loucos, todos temos um
pouco. A faculdade garante a 
primeira parte e o livro é
pra você não esquecer de enlou-
quecer. :)

Te amo sempre,

Gi Marques

março/2014”




>On the Road . Jack Kerouac

>Enviada por Joyce Vieira (coleção particular)

>Ela conta: Meu nome é Joyce e conheci a Giovanna em 2009, pela internet. Desde então, ela tem me acompanhado em cada passo (mesmo ela morando em São Paulo e eu em Sorocaba). Nos tornamos melhores amigas e compartilhamos da mesma paixão: a leitura. Este ano, passei em medicina e fui morar em São Paulo e nossa primeira providência foi tomarmos um café juntas. Quando finalmente nos conhecemos, ela me deu este livro de presente com essa dedicatória que eu adorei! :)



”Para uma pessoa que faz com que eu pinte dentro de mim um pouco das tantas e tão belas cores que eu vejo. Te desejo muitas felicidades. Desejo de alguém que você pode, sempre, considerar como amigo. Um grande abraço!
Iago de A. Santos”
>1822 . Laurentino Gomes
>Enviada por Mariane Monteiro (coleção particular)
>Ela conta: 

o livro foi um presente de aniversário, Iago nem foi à festa, mas a dedicatória chegou.



”Para uma pessoa
que faz com que eu pinte
dentro de mim um pouco
das tantas e tão belas
cores que eu vejo. Te desejo
muitas felicidades. Desejo
de alguém que você pode,
sempre, considerar como
amigo. Um grande abraço!


Iago de A. Santos”



>1822 . Laurentino Gomes

>Enviada por Mariane Monteiro (coleção particular)

>Ela conta: 

o livro foi um presente de aniversário, Iago nem foi à festa, mas a dedicatória chegou.

"Para Maria Paula, amiga para cadeira para dois.
Teresina 5/6/2013beijoCarpinejar”

>O Amor Esquece de Começar . Fabrício Carpinejar
>Enviada por Maria Paula Carvalho (coleção particular)
>Ela conta: Moro em Teresina e todo ano aqui acontece o Salão do Livro do Piauí, o SALIPI. Ano passado, contava dias, horas e segundos pra palestra do Fabrício Carpinejar, um dos meus escritores preferidos. No fatidico dia, saí mais cedo da escola e fui pra o teatro, onde iria vê-lo. 
Com muita vontade de ir ao banheiro, sempre que ia, ele estava lotado. Na quarta e última falha tentativa, esbarrei em uma pessoa e automaticamente disse desculpa. Quando vi era o Carpinejar. 
Tiramos uma foto, que nao prestou porque inteligentemente o rapaz que passava e tirou a foto, botou o dedo em cima do flash. E ele foi em direção ao palco, e se encostou no canto direito, ao lado das poltronas e rapidamente varias pessoas foram pedir autógrafos e tirar fotos. 
A moça que estava ao meu lado pediu pra que fosse com ela lá, quando chegamos lá, nossa vez da foto e autógrafo, ele sai e se senta na cadeira, no meio e na primeira fila, onde eu estava sentada. Minha tia que foi comigo falou em vão: minha sobrinha está sentada aqui. E quando cheguei disse pra ele: Vou sentar onde? Ele respondeu pra minha tia: sem problemas, ela senta aqui no meu colo. Me puxou e sentei. Quando foi chamado pra subir no palco, ele falou assim: Obrigada pela cadeira para dois, amiga. Até a próxima.

"Para
Maria Paula,
amiga
para
cadeira
para
dois.


Teresina 5/6/2013
beijo
Carpinejar”



>O Amor Esquece de Começar . Fabrício Carpinejar

>Enviada por Maria Paula Carvalho (coleção particular)

>Ela conta: Moro em Teresina e todo ano aqui acontece o Salão do Livro do Piauí, o SALIPI. Ano passado, contava dias, horas e segundos pra palestra do Fabrício Carpinejar, um dos meus escritores preferidos. No fatidico dia, saí mais cedo da escola e fui pra o teatro, onde iria vê-lo.

Com muita vontade de ir ao banheiro, sempre que ia, ele estava lotado. Na quarta e última falha tentativa, esbarrei em uma pessoa e automaticamente disse desculpa. Quando vi era o Carpinejar.

Tiramos uma foto, que nao prestou porque inteligentemente o rapaz que passava e tirou a foto, botou o dedo em cima do flash. E ele foi em direção ao palco, e se encostou no canto direito, ao lado das poltronas e rapidamente varias pessoas foram pedir autógrafos e tirar fotos.

A moça que estava ao meu lado pediu pra que fosse com ela lá, quando chegamos lá, nossa vez da foto e autógrafo, ele sai e se senta na cadeira, no meio e na primeira fila, onde eu estava sentada. Minha tia que foi comigo falou em vão: minha sobrinha está sentada aqui. E quando cheguei disse pra ele: Vou sentar onde? Ele respondeu pra minha tia: sem problemas, ela senta aqui no meu colo. Me puxou e sentei. Quando foi chamado pra subir no palco, ele falou assim: Obrigada pela cadeira para dois, amiga. Até a próxima.

"A Ronald de Carvalho,querido e admirado
of.
Mario de AndradeS.Paulo27/VIII/922”
>Paulicea Desvairada . Mário de Andrade
>Enviada por Mariana Martins (biblioteca)
>Ela conta: Uma colega da faculdade alugou este livro na biblioteca do Itamaraty e se deparou com esta dedicatória do Mário de Andrade para o Ronald de Carvalho, datada de 27 de agosto de 1922. Suspeitei um pouco da veracidade da dedicatória, pois não sei se deixariam o livro disponível para aluguel, mas, comparando com outras fotos de escritos do Mário, e pelo fato do Ronald ter trabalhado no Itamaray, parece bem verídico. Fiquei emocionada.

"A Ronald de Carvalho,
querido e admirado

of.

Mario de Andrade
S.Paulo
27/VIII/922”



>Paulicea Desvairada . Mário de Andrade

>Enviada por Mariana Martins (biblioteca)

>Ela conta: Uma colega da faculdade alugou este livro na biblioteca do Itamaraty e se deparou com esta dedicatória do Mário de Andrade para o Ronald de Carvalho, datada de 27 de agosto de 1922. Suspeitei um pouco da veracidade da dedicatória, pois não sei se deixariam o livro disponível para aluguel, mas, comparando com outras fotos de escritos do Mário, e pelo fato do Ronald ter trabalhado no Itamaray, parece bem verídico. Fiquei emocionada.

"Busquei o livro mais velho do sebo. O livro mais vivido, mais chorado, mais sofrido. Este livro carrega não só a história do papel, ele carrega várias outras que o rodearam por sabe-se lá quanto tempo. Escolhi este livro por um motivo simples. É hora de ele descansar. Todos merecemos esse momento. Quero dar a este livro o presente que é estar ao redor de você e suas histórias. Que fique sempre claro, o presente é pra ele e não pra você. Então, tenha uma vida bem feliz, cheia de amores realizados e sonhos lindos. Afinal, prometi isso a este querido livro. Te amo. Seja sempre ao meu lado. Erika Araújo
29.11.13
Ps.: Eça é um clássico.
Ps2: Quero um dia segurar um livro seu. Não demora.”


>A Correspondencia de Fradique Mendes - Memórias e Notas . Eça de Queiroz
>Enviada por Ana Luiza Gonçalves (coleção particular)
>Ela conta: Ganhei esse livro de uma amiga muito querida no dia do meu aniversário. O avô dela tinha falecido um dia antes e ela estava bem tristinha quando me encontrou. E mesmo assim não deixou de ir me dar um abraço e esse presente com essa dedicatória incrível. Ela com certeza é a pessoa que mais torce para o meu futuro literário.

"Busquei o livro mais velho
do sebo. O livro mais vivido, mais chorado,
mais sofrido. Este livro carrega não só
a história do papel, ele carrega várias outras
que o rodearam por sabe-se lá quanto tempo.
Escolhi este livro por um motivo simples.
É hora de ele descansar. Todos merecemos
esse momento. Quero dar a este livro
o presente que é estar ao redor de você
e suas histórias. Que fique sempre claro,

o presente é pra ele e não pra você.
Então, tenha uma vida bem feliz, cheia
de amores realizados e sonhos lindos.
Afinal, prometi isso a este querido livro.
Te amo. Seja sempre ao meu lado.

Erika Araújo

29.11.13

Ps.: Eça é um clássico.

Ps2: Quero um dia segurar um livro seu. Não demora.



>A Correspondencia de Fradique Mendes - Memórias e Notas . Eça de Queiroz

>Enviada por Ana Luiza Gonçalves (coleção particular)

>Ela conta: Ganhei esse livro de uma amiga muito querida no dia do meu aniversário. O avô dela tinha falecido um dia antes e ela estava bem tristinha quando me encontrou. E mesmo assim não deixou de ir me dar um abraço e esse presente com essa dedicatória incrível. Ela com certeza é a pessoa que mais torce para o meu futuro literário.

"Deveríamos apenas ler livros que nos mordem e espicaçam. Se a obra que lemos não nos desperta com um golpe de punho sobre o crânio, qual a vantagem de ler?” 
Franz Kafka”
>Pedaços de um Caderno Manchado de Vinho . Charles Bukowski
>Enviada por Fabih Abreu (coleção particular)
>Ela conta: Comentário: “Será que eu já posso enlouquecer, ou devo apenas sorrir? “ 
Esta foi minha frase diante da alegria de receber este presente da minha amiga Camila Veiga.
Um dos meus autores preferidos, marcando o início da nossa amizade :)

"Deveríamos apenas
ler livros que nos mordem
e espicaçam. Se a obra que
lemos não nos desperta com
um golpe de punho sobre o
crânio, qual a vantagem de ler?” 

Franz Kafka”



>Pedaços de um Caderno Manchado de Vinho . Charles Bukowski

>Enviada por Fabih Abreu (coleção particular)

>Ela conta: Comentário: “Será que eu já posso enlouquecer, ou devo apenas sorrir? “ 

Esta foi minha frase diante da alegria de receber este presente da minha amiga Camila Veiga.

Um dos meus autores preferidos, marcando o início da nossa amizade :)