o livro é seu. eu te dedico.
"Não tem porque não te dar um livro que um dia vai ser nosso.
Espero ver ele na nossa biblioteca um dia. 
01/01/2014”
>O Vermelho e o Negro . Stendhal
>Enviada por anônimo (coleção particular)
>Ele conta: A dedicatória é bem simples, mas é recheada de significados. Eu encontrei o livro na biblioteca dos avós da minha ex-namorada. Ela disse que ia levar pra ela e, logo, falei “mas eu sempre te dou meus livros, por que você não dá esse pra mim?”. Brigamos e ficamos sem falar um com o outro durante um bom tempo (no ano novo) e, no final do dia, ela me entregou o livro com essas palavras. O pior é saber que, no fim das contas, o livro não vai se juntar à nossa biblioteca.

"Não tem porque não te
dar um livro que um
dia vai ser nosso.

Espero ver ele na nossa
biblioteca um dia.

01/01/2014”



>O Vermelho e o Negro . Stendhal

>Enviada por anônimo (coleção particular)

>Ele conta: A dedicatória é bem simples, mas é recheada de significados. Eu encontrei o livro na biblioteca dos avós da minha ex-namorada. Ela disse que ia levar pra ela e, logo, falei “mas eu sempre te dou meus livros, por que você não dá esse pra mim?”. Brigamos e ficamos sem falar um com o outro durante um bom tempo (no ano novo) e, no final do dia, ela me entregou o livro com essas palavras. O pior é saber que, no fim das contas, o livro não vai se juntar à nossa biblioteca.

"Bruno, espero que, de alguma forma, esse livro te morda! 
Te odeio. =)
Camila Veiga”

>O Diário de Anne Frank .Edição de Otto H. Frank e Mirjam Pressler
>Enviado por Henrique Fonseca (coleção particular)
>Ele conta: Foi presente de minha amiga Camila pra mim.

 

"Bruno,
espero que,
de alguma forma,
esse livro te morda!

Te odeio. =)

Camila Veiga”



>O Diário de Anne Frank .Edição de Otto H. Frank e Mirjam Pressler

>Enviado por Henrique Fonseca (coleção particular)

>Ele conta: Foi presente de minha amiga Camila pra mim.

 

"Este é um dos livros da minha vida, adoro dividir coisas fantásticas com as pessoas que gosto. 
Tomara que você também se divirta muito com o Don Juan! 
Feliz natal, viajante! E muito sucesso na sua trip de 2006. 
Beijos enorme,
 Nathália24/12/2005”


>The Teachings of Don Juan: A Yaqui Way of Knowledge . Carlos Castanheda
>Enviada por Thiago Saldanha (coleção particular)
>Ele conta: Livro que comprei no estante virtual. Havia várias edições desse livro, mas nessa, a descrição das condições do livro estava assim: páginas amareladas e uma dedicatória de página inteira.
Foi aí que resolvi que era esse que eu queria. Um livro com estória para além da história.  

"Este é um dos livros
da minha vida, adoro
dividir coisas fantásticas
com as pessoas que gosto.

Tomara que você também
se divirta muito
com o Don Juan!

Feliz natal, viajante!
E muito sucesso
na sua trip de 2006.

Beijos enorme,

Nathália
24/12/2005”




>The Teachings of Don Juan: A Yaqui Way of Knowledge . Carlos Castanheda

>Enviada por Thiago Saldanha (coleção particular)

>Ele conta: Livro que comprei no estante virtual. Havia várias edições desse livro, mas nessa, a descrição das condições do livro estava assim: páginas amareladas e uma dedicatória de página inteira.

Foi aí que resolvi que era esse que eu queria. Um livro com estória para além da história.  

"Para: Bruna,
O primeiro presente que seu pai e eu compramos para você foi uma mala, em nossa viagem à Argentina.
De cor neutra, pequena, couro de vaca. Interessante, assim que compramos ela já começou a carregar sonhos, planos. Será que vai ser menino ou menina? Lembro-me com que alegria ela era arrumada para nossas viagens de Arcos para Córrego Danta. ‘Como vai ficar linda com essas roupinhas, essa é para aniversários, festas, frio, calor, presentes de tantos que amariam você’. Malinha pra lá e malinha pra cá você cresceu. Agora, outra mala imaginária e real eu preparei pra você, como vai descobrir ao ler este livro. Viagens, idas e voltas, ao fazer e desfazer malas, em um lugar qualquer de sua bagagem, você vai encontrar sempre, o meu amor por você. Eternamente, sua mãe, Marta”
>Para minha Filha que Cresceu . Lidia Maria Riba
>Enviada por Bruna Leão (coleção particular)
>Ela conta: Marta é minha mãe. Ganhei esse livro lindo com a melhor dedicatória que uma filha poderia receber.

"Para: Bruna,

O primeiro presente que seu pai e eu
compramos para você foi uma mala,
em nossa viagem à Argentina.

De cor neutra, pequena, couro de vaca.
Interessante, assim que compramos ela já
começou a carregar sonhos, planos. Será
que vai ser menino ou menina? Lembro-me com que
alegria ela era arrumada para nossas
viagens de Arcos para Córrego Danta. ‘Como vai
ficar linda com essas roupinhas, essa é
para aniversários, festas, frio, calor, presentes
de tantos que amariam você’. Malinha
pra lá e malinha pra cá você cresceu. Agora, outra
mala imaginária e real eu preparei pra
você, como vai descobrir ao ler este livro.

Viagens, idas e voltas, ao fazer e desfazer
malas, em um lugar qualquer de sua
bagagem, você vai encontrar sempre, o meu
amor por você. Eternamente, sua mãe,
Marta”


>Para minha Filha que Cresceu . Lidia Maria Riba

>Enviada por Bruna Leão (coleção particular)

>Ela conta: Marta é minha mãe. Ganhei esse livro lindo com a melhor dedicatória que uma filha poderia receber.

"Leandro,
O caminho da solidão deve ser breve, ainda que necessário, breve.
Que você encontre, neste ou no outro plano o seu sentido de ser.
Grande abraço.
Glauco Geremias
21-03-2014”>1Q84 - Livro 1 . Haruki Murakami
>Enviada por Leandro Siviero (coleção particular)
>Ele conta: Recebi o livro 1Q84 do Haruki Murakami, de meu amigo Glauco Geremias, cuja dedicatória é de fato o maior presente, via correio, após ter me mudado de estado, deixando amigos e família para trás em uma jornada solitária. 

"Leandro,

O caminho da solidão deve ser breve,
ainda que necessário, breve.

Que você encontre, neste ou no
outro plano o seu sentido de ser.

Grande abraço.

Glauco Geremias

21-03-2014”




>1Q84 - Livro 1 . Haruki Murakami

>Enviada por Leandro Siviero (coleção particular)

>Ele conta: Recebi o livro 1Q84 do Haruki Murakami, de meu amigo Glauco Geremias, cuja dedicatória é de fato o maior presente, via correio, após ter me mudado de estado, deixando amigos e família para trás em uma jornada solitária. 

"Ao nosso filho maravilhoso que amamos muito, uma lembrança para o início de sua biblioteca. 
Agora que já sabe ler, esperamos que aproveite cada livro como uma viagem e seja sempre seu grande companheiro. 
Seus pais, Nadia e Angelo.
22/06/97”
>A Árvore Generosa . Shel Silverstein . Texto em português: Fernando Sabino
>Enviada por Bruno Viggiano (coleção particular)
>Ele conta: Ganhei esse livro logo que comecei a mostrar interesse pela leitura. Meus pais são responsáveis diretos pelo meu amor por livros, desde a escolha da escola em que estudei ao incentivo dentro de casa para encontrar no livro um amigo. Esse livro com certeza será um item muito especial na biblioteca que um dia eles imaginaram e que hoje eu sonho em ter. 

"Ao nosso filho maravilhoso
que amamos muito, uma lembrança
para o início de sua biblioteca. 

Agora que já sabe ler, esperamos que
aproveite cada livro como uma viagem e seja
sempre seu grande companheiro. 

Seus pais,
Nadia e Angelo.

22/06/97”



>A Árvore Generosa . Shel Silverstein . Texto em português: Fernando Sabino

>Enviada por Bruno Viggiano (coleção particular)

>Ele conta: Ganhei esse livro logo que comecei a mostrar interesse pela leitura. Meus pais são responsáveis diretos pelo meu amor por livros, desde a escolha da escola em que estudei ao incentivo dentro de casa para encontrar no livro um amigo. Esse livro com certeza será um item muito especial na biblioteca que um dia eles imaginaram e que hoje eu sonho em ter. 

"Odézio,
para deixar delado o perfeccionismoem relação aos livros,para abri-lo em maisde 90° e na tentativade acabar com esse TOC,
por favor,
'destrua este diário'
PS.: Feliz Aniversário!
Marcilio Lima”
>Destrua Este Diário . Keri Smith
>Enviada por Marcilio Lima (presente)
>Ele conta: Dei de presente esse livro para um amigo que é super cuidadoso com os seus livros. Pega neles como se pegasse em taças de cristal, nunca grifou uma frase, não dobra uma orelha e não abre em mais de 90 graus. Uma tentativa de mostrar que o que importa é a história e não as páginas e que um livro pessoal fica bem mais interessante quando dá pra ver que foi usado. Presente perfeito.
E ele gostou!

"Odézio,

para deixar de
lado o perfeccionismo
em relação aos livros,
para abri-lo em mais
de 90° e na tentativa
de acabar com esse TOC,

por favor,

'destrua este diário'

PS.: Feliz Aniversário!

Marcilio Lima”



>Destrua Este Diário . Keri Smith

>Enviada por Marcilio Lima (presente)

>Ele conta: Dei de presente esse livro para um amigo que é super cuidadoso com os seus livros. Pega neles como se pegasse em taças de cristal, nunca grifou uma frase, não dobra uma orelha e não abre em mais de 90 graus. Uma tentativa de mostrar que o que importa é a história e não as páginas e que um livro pessoal fica bem mais interessante quando dá pra ver que foi usado. Presente perfeito.

E ele gostou!

"Para Ana Luiza,
cuja amizade transcende limitesmunicipais.
<3
Thais
Mar/14”

>Paris versus New York . Vahram Muratyan
>Enviada por Ana Luiza Grabowski (coleção particular)
>Ela conta: Ganhei este livro no meu último aniversário, da melhor amiga que alguém (ou simplesmente eu) poderia ter. Já moramos em várias cidades diferentes, passamos por tantas coisas diferentes e nossa amizade acompanha cada jornada. Sou obcecada por Paris e recentemente viajei a Nova York. A sensibilidade do presente, da comparação entre as duas cidades me emocionou e me fez pensar que nós duas somos assim, tão semelhantemente diferentes.

"Para Ana Luiza,

cuja amizade transcende limites
municipais.

<3

Thais

Mar/14”




>Paris versus New York . Vahram Muratyan

>Enviada por Ana Luiza Grabowski (coleção particular)

>Ela conta: Ganhei este livro no meu último aniversário, da melhor amiga que alguém (ou simplesmente eu) poderia ter. Já moramos em várias cidades diferentes, passamos por tantas coisas diferentes e nossa amizade acompanha cada jornada. Sou obcecada por Paris e recentemente viajei a Nova York. A sensibilidade do presente, da comparação entre as duas cidades me emocionou e me fez pensar que nós duas somos assim, tão semelhantemente diferentes.

"Alexandre, 
O maravilhoso dos encontros é poder oferecer às pessoas a oportunidade de dar o que há de melhor nelas e receber o que há de melhor no outro. Obrigada por me presentear com todas essas maravilhas que construímos e descobrimos dia após dia&#8230; Espero que novos momentos juntos, e cada vez mais juntos, façam parte do que temos.
Que este livro te faça boa companhia enquanto não pudermos nos reencontrar.
Quero você muito!
Um beijo cheio de saudade.
Dany Almeida
07.01.2013&#8221;


&gt;Mick Jagger . Philip Norman
&gt;Enviada por Danielly Almeida(coleção particular - livro do namorado)
&gt;Ela conta: Conheci o Alexandre quando ele veio de São Paulo pra passar alguns dias de férias em João Pessoa. Sem que nenhum dos dois pudesse imaginar, meses depois, começamos a namorar à distância. No processo de descobrir um ao outro, soube que ele gostava dos Stones e do Mick Jagger. No processo de conhecer nossa relação, começamos a descobrir o valor que existe nos minutos de cada encontro. Comprei o livro e deixei para entregar no nosso próximo encontro, que foi aqui na minha cidade&#8230; Na despedida no aeroporto, entre a saudade precoce e a angústia de não saber quando nos encontraríamos de novo, dei o livro e a esperança de oferecer alguma companhia durante o tempo em que estivesse ausente.  Ainda seguimos juntos na distância, coletando sempre o há de melhor um no outro.

"Alexandre, 

O maravilhoso dos encontros é poder oferecer às pessoas
a oportunidade de dar o que há de melhor nelas e receber
o que há de melhor no outro. Obrigada por me presentear com
todas essas maravilhas que construímos e descobrimos dia após
dia… Espero que novos momentos juntos, e cada vez mais juntos, façam parte do que temos.

Que este livro te faça boa companhia enquanto não
pudermos nos reencontrar.

Quero você muito!

Um beijo cheio de saudade.

Dany Almeida

07.01.2013”



>Mick Jagger . Philip Norman

>Enviada por Danielly Almeida(coleção particular - livro do namorado)

>Ela conta: Conheci o Alexandre quando ele veio de São Paulo pra passar alguns dias de férias em João Pessoa. Sem que nenhum dos dois pudesse imaginar, meses depois, começamos a namorar à distância. No processo de descobrir um ao outro, soube que ele gostava dos Stones e do Mick Jagger. No processo de conhecer nossa relação, começamos a descobrir o valor que existe nos minutos de cada encontro. Comprei o livro e deixei para entregar no nosso próximo encontro, que foi aqui na minha cidade… Na despedida no aeroporto, entre a saudade precoce e a angústia de não saber quando nos encontraríamos de novo, dei o livro e a esperança de oferecer alguma companhia durante o tempo em que estivesse ausente.  Ainda seguimos juntos na distância, coletando sempre o há de melhor um no outro.

"Por favor, não leve a mal a dedicatória tardia. Juro que não foi por mal. É que meu tempo vibra em outra frequência.
Não costumo presentear pessoas com livro que nunca li, mas aparentemente você está adorando este - outra vantagem de escrever a dedicatória depois de dar o livro.
Desejo que esse livro te transporte para um lugar especial, e que você aproveite o máximo a magia do livro!
E que de hoje em diante tudo seja bom e que toda a culpa seja das estrelas!&#8221;
Diego Avelar 05-02-2014&#8221;
&gt;A Culpa é das Estrelas . John Green
&gt;Enviada por Flávia Santos (coleção particular)
&gt;Ela conta: Ganhei esse livro de uma grande pessoa, e um grande amigo.
Poderia dizer muitas coisas aqui sobre as pessoas mais queridas da minha vida, mas prefiro deixar uma mensagem da própria Hazel, que dizia:  &#8221;Alguns infinitos, são maiores que outros&#8221;. E não é que ela tinha toda a razão?

"Por favor,
não leve a mal a dedicatória tardia.
Juro que não foi por mal. É que
meu tempo vibra em outra frequência.

Não costumo presentear pessoas com
livro que nunca li, mas aparentemente
você está adorando este - outra vantagem
de escrever a dedicatória depois de dar o livro.

Desejo que esse livro te transporte para um
lugar especial, e que você aproveite o máximo
a magia do livro!

E que de hoje em diante tudo seja bom
e que toda a culpa seja das estrelas!”

Diego Avelar
05-02-2014”



>A Culpa é das Estrelas . John Green

>Enviada por Flávia Santos (coleção particular)

>Ela conta: Ganhei esse livro de uma grande pessoa, e um grande amigo.

Poderia dizer muitas coisas aqui sobre as pessoas mais queridas da minha vida, mas prefiro deixar uma mensagem da própria Hazel, que dizia:  ”Alguns infinitos, são maiores que outros”. E não é que ela tinha toda a razão?